Organizativa – Blog

Negócios me desafiam, pessoas me encantam e histórias me inspiram!

Como a indústria de jogos eletrônicos pode contribuir com o seu negócio?

O avanço da tecnologia, aliado às mudanças econômicas e sociais, transformou o setor de jogos eletrônicos ao longo dos anos. O que já foi visto apenas como lazer, hoje é um mercado que cresce mesmo em períodos de crise. Aliás, o isolamento social contribuiu para que os números fossem ainda mais expressivos: para o ano de 2020, a estimativa é movimentar mais de US$ 140 bilhões em todo o mundo, de acordo com o Panorama da Indústria Brasileira de Jogos Digitais, através de um levantamento feito pelo BNDES.

Percebendo todo este potencial, diversas empresas buscaram inspiração em modelos adotados pela indústria de jogos. Ao comparar o ambiente de trabalho ao contexto de um jogo, com desafios e recompensas, a importância de compartilhar conhecimento e incentivar o aprendizado entre os colaboradores ganha mais relevância, gerando engajamento e contribuindo para mantê-los comprometidos com os objetivos estratégicos.

Os recursos da inteligência artificial, amplamente utilizados na indústria de jogos eletrônicos, também favoreceram a sua aplicação no meio empresarial, sendo empregados inclusive no ambiente externo, não somente às equipes e processos internos. Com um volume enorme de informações, que são coletadas através dos serviços oferecidos aos seus clientes, as grandes empresas passaram a comercializar serviços que, por meio de dados específicos, potencializam os resultados financeiros de quem os contrata. Um bom exemplo disso é o Google, que recomenda este ou aquele produto/serviço de acordo com as suas preferências e histórico de busca.

Ainda que as empresas menores não tenham acesso a tantos dados ou até mesmo aos mecanismos avançados de inteligência artificial, é possível alcançar resultados positivos a partir de ações baseadas na dinâmica dos jogos. Mas atenção: antes de implementar novas práticas, é preciso saber qual é o objetivo que se quer atingir. Depois, criar as regras e comunicá-las a todos os envolvidos. Considerando que você precisa diminuir o tempo de entrega, você começa identificando as etapas do processo e os pontos de melhoria, atribuindo desafios (objetivos) e recompensas para que seus colaboradores trabalhem de forma integrada. O mesmo pode ser feito com os clientes, ao desenvolver um programa que entregue benefícios de acordo com as ações e interações com seu produto ou serviço. Não apenas um programa de fidelidade, mas um canal em que os clientes possam conhecer mais sobre a sua empresa, participar da criação de novos produtos ou melhorar os já existentes.

Que tal começar a observar o seu negócio com o olhar estratégico dos jogos, buscando identificar meios de integração e cooperação, seja com os colaboradores, os clientes ou a sociedade? É uma ação que demanda pesquisa e planejamento. Mas a recompensa é a diferenciação e o ganho de competitividade. É o seu negócio fortalecido e tornando-se referência, além, é claro, dos ganhos financeiros.

Aline Agatti – CRA RS-050836/O
Organizativa Consultoria Empresarial
aline.agatti@gmail.com
http://metodogenial.online/

Jornal Design Serra (Bento Gonçalves/RS) – outubro/2020
Edição completa do Jornal em: https://issuu.com/jornaldesign/docs/jornal_design__edicao_109

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo